quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Sou alema?! ser ou nao ser, sou ou nao sou?!... ;)

Entao gente foi ontem o dia, grande dia, depois de 4 anos.
Recebi ontem a tal nova cidadania, a nacionalidade alema.
Digo logo de antemao que nós brasileiros somos felizes e sortudos, nao se perde a nacionalidade brasileira, ficamos com 2, pois é agora tenho 2.

Nao sei bem o que faco com a anterior e nem o que poderei com a nova, mas ganhos hao de ter, espero :)
Tá, tá o papel diz que sou alema, mas nao me sinto, sabe sempre falo pro marido que sou uma falsa alema.
Tipo os produtos falsificados que vc encontra na Turquia,  um paraíso disso, aqui na Alemanha nao falta programa sobre isso.
 Ou sabe aqueles produtos falsificados que vc compra da China, acho que da Coréia tb, enfim me desculpem os chineses, os coreaos e quem sabe outros asiáticos, mas é assim que me sinto e dou risada.

Sim deixa eu contar como foi, foi ontem as 17:00, mas nao comecou em ponto, uns minutinhos de atraso, no máximo 10, nao se fazem mais alemaes como antigamente.
Fui com marido e sogra, claro dia importante.
Pequena cerimônia, já sabia que ao todo seríamos uns 60 a receber outra nacionalidade.
E assim como eu todos estavam acompanhados de seus familiares.
Éramos poloneses, turcos, libaneses, da Síria (nao sei como fala sirianos rs), da Tunísia , Filipinas, colombiana, francesas, italiano, holandesa e a a brasileira que vos fala, pelo menos foi o que deu pra ouvir.
Tiveram famílias inteiras que receberam, mae e filha, pai e filha (tao bonitinho), irmaos, aqueles que nasceram na Alemanha mas os pais sao estrangeiros, enfim, idosos, adultos, jovens e criancas, de todas as faixas etárias.
A cerimonia foi no Kreiswerwaltung, é uma espécie de Rathaus de uma regiao com pequenas cidades, dizem que em grandes cidades, nao tem cerimonia, nao sei.
À mesa estava a Frau W... que cuida dos assutos ligados a nós imigrantes, todas as vezes que precisei ir ter com ela sempre me tratou bem, gracias, um tiozinho que nunca vi mais gordo, nao sei a funcao dele e o Landrat, ah! e a mídia do Kreis..., vou, vamos sair no jornal kakaka. 
Sim o Landrat, uma espécie de prefeito comecou a falar sobre esse novo passo nas nossas vidas e que a Alemanha é um estado social e pronto a nos ajudar, blá, blá, blá, entao me aguardem, vou atrás dos meus direitos rá rs.
Enquanto ele falava os pequenos tb falavam, tinha cerca de umas 5 criancas pequenas, de 2, 3, quase descontroladas, quase, pais e maes, segurando o fôlego, mas deu tudo certo.
Depois de uma pequena oratória, mandou a gente repetir de pé umas palavras lá, eu e todos repetimos e em bom alemao, foi o elogio que ouvimos.
Depois cantamos o hino, quer dizer foi só o instrumental, só vi cantado marido e sogra, nem a Frau W..., nem o tiozinho e nem o Landrat cantaram, vai ver eles nao sao alemaes de verdade ou nao sabem cantar o hino.
Eu até ensaei em casa, mas nao me arrisquei rs.
Gente o hino alemao é curtinho e já ouvi falar que tem muito alemao que nao sabe cantar, #arremaria# já o brasileiro, enorme de monstro, nao dariam conta rs.
Sim depois comecaram a chamar os nomes, cada um se levantava ia até o Landrat que falava parabéns e recebia o documento Einbürgerungsurkunde e aplausos.
Imagina isso 60 vezes.

Chama daqui, chama dali e nada de chamar meu nome (eles falam o nome e de que país vem) aí comentei com marido - já sei vou ser a última, tinha uma polonesa do meu lado que ouviu e que tava na mesma agunia e disse - que nada acho que serei a última.
Essa polonesa nao foi a última, mas foi a penultima, perdeu pra mim, viu fui a última, a brasileira pra fechar.

Aí depois de mim, veio a hora de festejar, de brindar e foi só isso mesmo, todos foram servidos com suco de laranja misturado com Sekt ou puro Sekt.
Eu claro cachaceira fui no puro Sekt, marido e sogra ficaram no #mixdrinque#, eu queria mais de uma taca, mas tive que me conter, vixe agora sou alema, pura contencao rs.
Sim depois disso fotos, todos tirando fotos com suas famílias nos seus iphones da vida, com o Landrat, com a Frau W... e a moca da mídia tb tirando fotos.

Detalhe guarde como se fosse sua vida esse documento, se perder, seja lá qual for o motivo, nao recebe outro igual.
Depois é só ir no Rathaus da sua cidade claro com o documento e dar entrada no Personalausweiß, identidade e no Pass, passaporte, com certeza nao será de graca.
Mas nao vá no dia seguinte, se controle, segundo a Frau W... depois de uns 3, 4 dias, resumindo 1 semana, melhor assim, pq ela vai dar entrada no sistema sobre vc e sua nova condicao.
E foi assim  :) 

8 comentários:

  1. Que legal! Parabéns! Faça bom uso da sua nova cidadania e... exija seus direitos! heehehe...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!!!
    Tb não sei o que se faz com a segunda nacionalidade, mas vai que vc decida se candidatar a um cargo público ou mesmo se aventurar na política? Vai servir! Tb evita pedir vistos para alguns países cujas fronteiras são abertas aos Europeus, mas não aos brasileiros... Bom, fora isso, sempre me disseram que quando entrar e sair do Brasil deve-se usar sempre o passaporte brasileiro... E agora o Europeu ao entrar ou sair no seu país onde vc tem a nacionalidade (no caso, Alemanha).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi sobre viagens to a par, mas só isso, quero coisitas mais interessantes para o dia-a-dia na Alemanha ;)

      Excluir
  3. Barb, parabéns! Gostei muito do post, jamais tinha lido algo sobre essa cerimônia e achei mega interessante. Sacanagem você ter que ficar esperando horrores e acabar sendo chamada por último, mas né, você acabou fechando a cerimônia com chave de ouro! rs

    beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ma tb tive essa impressao, no final até gostei de ser a última, o mehor está no fim rs...

      Excluir
  4. kkkkkkkkkk
    Muito legal seu relato com bastante senso de humor brasileiro.
    Vc não é uma "falsiê" você agora é "meio a meio" meio-brasileira, meio-alemã.

    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu humor sempre é bem vindo, é meio a meio, hum, rs.

      Excluir