quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Pista liberada

Esse último domigo aconteceu 'Autofreie Weinstrasse', mas o que é isso? Pista/avenida liberada o dia inteiro. E que avenida era essa 'Weinstrasse', ou seja a avenida chama-se nada mais nada menos que 'avenida do vinho' que  passa por cidades e dorfs que sao produtoras do vinho, êba eu moro nessa regiao.

Gente quilômetros e quilometros livres, nada de carros, proibido, entao todos com suas bicicletas, patins, skates ou simplesmente caminhando, famílias, criancas, jovens, idosos, casais, amigos, toda gente e  acho que de 100 em 100 metros barracas com bebidas, comida e vinhooosss, ah! e música.


Hum tô eu lá parada e canta o tal do 'tchereretche' do Gustavo Lima e os alemaes cantando e dancando, morri, eles sabem a letra e eu nao sei óhhh...

Simplesmente adoro esses movimentos/passeios...

Aqui vai um link pra quem quizer saber um pouco.
http://www.sehnsuchtdeutschland.com/de/a740/Erlebnistag-Deutsche-Weinstra-e---Sportlich-durch-die-Pfalz.html

Ouvi falar que outras cidades alemaes tem um movimento parecido, mas claro que nao é na rota do vinho, pq desculpa aê, to nessa rota rs, se souberem me contem :)



sábado, 25 de agosto de 2012

Vinho, vinho, vinho...

Comecou a temporada das festas de vinho, as 'Weinfest'.

Rheinland Pflaz, a regiao que eu moro, tem plantacoes de uvas, muitos produtores de vinhos, muitas degustacoes nas 'Weinprobe', entao muito vinho, vinho, vinho, ...

Mesmo sendo a Alemanha uma terra de cerveja, aqui tem muito vinho tb.

Todo ou quase todo final de semana, no período mais quente do ano como agora, até comecar a esfriar rolam essas festas, dá pra todo mundo ir.

Tem de todo tamanho, festas pequenas e grandes, com muita comida alema e bandas/bandinhas alemas, música alema, tudo alemao, alemao, alemao,...

Entao se a pessoa quiser dá pra todo final de semana está numa dessas festas e em uma cidade diferente da regiao.

No penúltimo final de semana fui a 'Deidesheimer Weinkerwe' em Deidesheim uma festa de vinho dessas, a festa durou dois finais de semana, muito bom, a cidadezinha fica cheia, muita gente e turistas.

A festa mais famosa é 'Dürkheimer Wurstmarkt' que fica em Bad Dürkheim, a maior festa de vinho da Alemanha, assim como a Oktoberfest.

Já falei dessa festa nesse post aqui, sim e todos os anos eu bato o ponto lá.

Eu só tenho que controlar a quantidade do vinho, vinho, vinho, ... calma eu sei me controlar ;D

Me contem das festas por aí por onde andam.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

e o alemao/deutsch...

...ele faz parte de mim já, já (quase) me pertence, pelo quase, por isso devo voltar.

Tenho um Job, beleza, mas tenho tentado outras coisas, mas o ritmo nao é na velocidade da luz, é no meu ritmo e de acordo com as minhas condicoes.

Entre agosto e setembro se ninguém der pra trás, principalmente da parte da chefia, terei outro trabalho e quero se for possível ficar com os dois.

e alemao/deutsch é imprescindível nessa terra, gracas a 'dios' encontrei um curso de alemao, finalmente o C1, pretendo fazer e gracas a 'dios2' achei um preco bacana 124,00 euros, diz aí nao tá legal o preco e  meu bolso agredece.

Entao trabalhosss (quero +++ euros tb, marido tem o dele que é nosso rá, mas o meu é meu ;D )  e C1, 'vamo que vamo'...

Minha mentalidade é... to falando alemao, me viro, mas como nao sou alema, preciso sempre mais, melhorar, aperfeicoar, qualidade entende.

Planos, os tenho, espero conseguir realizar.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

'porn'

To fazendo esse post porque alguém  perguntou, pq é 'porn' o nome que eu uso?

Ri pq pode parecer pornô tb ops.


Mas na verdade é Sporn meu sobrenome alemao, que tem significado e vem de espora, (se nao souber o que é isso vai pesquisar oxe). Agora o v vem do meu nome e o m vem do meu sobrenome brasileiro, aí juntei tudo e deu vmsporn, mas tb uso barb que na minha cabeca vem de Barbara (alguns podem pensar naquela boneca, nada haver com ela, nunca fui muito fa de bonecas, ainda mais dessa, só pra confundir rá) um nome que muitas vezes desejei pra mim na adolescência, nos tempos de rebeldia, cheguei a desejar pra uma filha se eu tivesse, achava, talvez ainda ache um nome forte, mas hj nem tanto, essas opinioes mudaram.

Nao uso muito o meu nome verdadeiro, pq sou uma agente secreta, tao secreta que ninguém sabe que é secreto, a loka.


Brincadeiras a parte, na verdade é só por uma questao de protecao, privacidade, sei lá, a net é louca, tem cada loko, a comecar por mim.

Entao nao podemos confiar muito, alguém pode descobrir tudo sobre mim (minha periculosidade rs), meus dados, me comprometer e ou (eu) me encrencar...................

eiiih seguro morreu de velho ;D

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

das picuinhas

Viver em um outro país é uma aventura.
Posso dizer que é uma aventura.
Você vai encarar o novo, a cultura, o idioma, o comportamento, et., etc., etc.,
E recordar é viver e mostra a sua evolucao.
Sabe nao sou uma pessoa com sangue de barata, nunca fui.
Vou contar uma historinha que aconteceu comigo em 2009.
To lá no curso de alemao para estudantes, intensivao.
Cara tava no A1, acho que tava com uns 2 meses nessa terra.
Aí a professora de conversacao, a mais light, pq nao era a de gramática, resolveu fazer um ditado.
A turma bem diversificada, gente de vários lugares, chineses, árabes, russos, poloneses, etc., etc., etc.,
Eu era a mais nova da turma, a galera lá com pelo menos 6 meses e gente com anos.
Sim voltando ao ditado em alemao.
A professora comecou a ditar as palavras e eu lá sem entender muito.
Simplesmente pedi pra professora repetir, pedi umas 2 vezes, 3 vezes.
No Brasil eu aprendi que se vc nao está entendendo tem mais é que perguntar pro professor.
Ah! Pra quê... uma polonesa que já morava aqui uns 2 anos, disse em alemao pra eu parar, tipo assim pra eu calar a boca, pq eu estava atrapalhando, mesmo meu alemao na época sendo precário eu entendi.

Um outro, um árabe aproveitou e disse o mesmo.
Eu simplesmete disse que nao ia mais fazer o ditado.
A professora pediu pra eu fazer, mas eu relutante disse que nao. Ela coitada, nao teve culpa de nada.
Bateu o intervalo e fiquei tao mal que fui embora.
No outro dia vem a polonesa falar comigo, querendo pedir desculpas.
Eu simplesmente disse a ela que ela era intolerante, impaciente, pq ela já morava há 2 anos na Alemanha e eu estava somente há 2 meses.
E na minha pensei eu to fazendo um curso de alemao com 2 meses por aqui e vc que só depois de 2 anos resolveu encarar. Claro que pra ela já era mais fácil, ela já estava acostumada a ouvir alemao, eu estava apenas comecando o processo.
Daí pra frente ela tentou se aproximar de mim, quando me via na rua sorria pra ver se eu sorria de volta, me olhava na sala, tentava um contato.
Enviou solicitacao de amizadade numa rede social.
E eu dura na queda, pq gente eu fiquei com raiva mesmo, mas tudo passa, foi um tempo, eram os choques culturais.
Assim conteceu tb no meu Job, escutei até onde dei, mas depois dei meu grito de liberdade e hj a colega de trabalho é uma flor comigo (falsa toda), como falei nesse post aqui.

das picuinhas: posts que pretendem contar os probleminhas, os conflitos do dia-a-dia na Deutschland.

Ei me conte as suas picuinhas :)

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Viajar

Oiêee estamos planejando ir pro Brasilis e estamos procurando bons precos, já vi alguns sites, quero luxo nao, o destino é de Frankfurt para Sao Luís, entao vim pedir dicas, pode ser de sites brasileiros/alemaes, bjim :)

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Bodas...

...de couro, já ouviram falar? Pois é estamos fazendo. 3 aninhos de casados, to achando que tá passando rápido. De dia trabalhar, nao tem jeito, mas a noite comemorar :)

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

domingo, 5 de agosto de 2012

Pedala 'robinho'

Quando vim pra Alemanha, minha primeira aquisicao foi uma bicicleta. Pra economizar pedalava todos os dias 30 minutos de Oggersheim até o centro de Ludwigshafen onde ficava meu curso.

Casei, mudamos de cidade e a bicicleta ficou mais encostada. Só de carro com o marido já viu isso.

Sim, mas pedalo pertinho pra resolver as coisas básicas, banco, farmácia, supermercado, etc., quando o senhor meu marido nao está por perto pra ser meu motorista, mas minha próxima aquisicao será a Führerschein alema, pq a brasileira já tenho.

Voltando as pedaladas, resolvi voltar a pedalar mais km's. Aproveitei que na sexta tinha que ir ao Finazamt em Neustadt pegar meu Lohnsteuerbescheinigung, poderia ir de trem (10 minutinhos/8 km), mas resolvi ir com minha bicicletinha, admirando a paisagem e os vinhedos.

Na ida por um momento, pensei em desistir, ligar pro marido ir me socorrer, pq estava botando os bofe pra fora.

 ou deixar a coitada da bicicletinha em algum canto e pegar o trem, mas estava no meio dos vinhedos e ainda estava longe da parada mais próxima e a burra aqui nao levou uma garrafinha de água, pq achou que nao precisava e dava conta do recado até chegar ao destino.

Parei, respirei, andei, empurrei a bicicletinha que pra mim parecia pesar 1 tonelada e vi outros cilistas passando por mim de boa.

 Mas um pouco a minha frente havia outro ciclista e vi quando ele parou, (ora, ora, ele tb cansou, nao era a única), mas voltou a pedalar, me encorajei de novo, me inspirei e fiz o mesmo.

Até que cheguei a Neustadt. Ebaaa civilizacao, perto, pertissimo do Finanzamt. Estacionei minha Fahrrad, peguei o documento e antes de enfrentar os 8 km da volta, comprei águaaa, 'água, água, água... mineral, vc vai ficar legal'...

A volta foi tranquila, mais descidas. Pra baixo todo santo ajuda e quando vi que já estava chegando, fiquei toda felizinha, pôxa tb pudera 1 hora pra ir e outra 1 hora pra voltar, 16 km ao todo, bati meu record.

Depois dessa me animei a pedalar :)