quarta-feira, 4 de julho de 2012

Lehramt...

Lehramt é ser professor, Lehramtstudium, é Licenciatura.

Vou falar sobre a Educacao na Alemanha.

1.Criancas pequenas vao pro Kindergarten o que seria o Maternal que pode ser opcional, até aí tudo bem.

2. Depois as criancas vao pra Grundschule, o que seria o Ensino Fundamental de 1 a 4 série no Brasil, aí o bicho já comeca a pegar.
2.1 No último ano a direcao e os professores é quem decidem de acordo com o desempenho dos alunos e sei lá mais o que, a simpatia pela crianca e os pais, pra qual escola ele seguirá.

3. Se a crianca for bam,bam,bam ela vai direto pro Gymnasium a elite das escolas, só com o Gymnasium se tem acesso a Universität, que vai até os ultimos graus, Doutorado, Phd, sei lá mais o que.
3.1 Se a crianca for mediana ela vai pra Realschule, mas se  os pais ainda quizerem que a crianca entre para o Gymnasium ela passa mais ou menos 1 ano na Realschule e se seu desempenho for bom entra para o Gymnasium. Fazendo um parentese, mas com a Realschule o aluno pode se qualificar fazer um Ausbildung, formacao técnica ou uma Faculdade as chamadas Hochschule que o leva até o Master, mas nao te dá acesso a Universität, o cara nao vai ser doutor, nao vai fazer phd e etc.,
3.2 Agora se a crianca nao for bam,bam,bam nem mediana, vai pra Hauptschule, com esse tipo pode fazer tb Ausbildung dos mais simples, existem Ausbildung que só aceitam a partir da formacao com Realschule. Dizem que quem frequenta essa escola sao descendentes de estrangeiros oi, estrangeiros oi e alemaes tb.

Ainda nao consegui ter uma opiniao 100% formada pelo assunto Educacao pelas terras germânicas, pois quando vejo a Alemanha, ela tem êxito (de alguma forma e que forma), é a potência da Europa e os alemaes estao (parecem) satisfeitos.

Quando penso no Brasil, nao dá pra comparar com a Alemanha, o Brasil é enorme em todos os sentidos, é continental, diferencas de norte a sul, de clima, de desenvolvimento, áreas mais ricas, e desenvolvidas e a desiguldade social é grande tb, mas nao dá pra comparar Brasil e Alemanha, Brasil sao mais de 190 milhoes e Alemanha sao mais ou menos 82 milhoes.

O Brasil tb já teve esse tipo de Educacao que separa os melhores, dos medianos, dos piores, nao tao exatamente como no formato alemao, mas mudou, tinha que mudar, pra incluir e diminuir a desigualdade social que ainda existe e é grande, mas está melhorando...

Outro ponto sao as Escolas no Brasil, as Públicas e seu estado de conservacao, os professores e sua carga horária de trabalho e salário e as Escolas Particulares... Nesse ponto entra quanto do PIB é destinado a Educacao no Brasil e sem falar na corrupcao pelo meio do caminho.

A Educacao na Alemanha é Pública e de Qualidade, existem escolas Privadas, exclusivas, caras, bem caras, mas nao é necessário se pagar uma escola aqui, pra se ter uma educacao de qualidade.

Vou continuar escrevendo sobre esse tema Educacao, ainda tem coisa... quem sabe eu chegue a uma conclusao ou nao. E ainda nao cheguei aonde quero chegar no Lehramt/Lehramtstudium.

5 comentários:

  1. Esse é um tema muito bom ainda mais pra mim que trabalhei com educação uns dois anos durante minha Licenciatura em Artes. No Brasil, partimos do princípio de que Educação Pública de qualidade é um direito de todos, mas o processo do ENEN também tem um caráter exclusivo uma vez que só passam com boas notas os bons alunos ou quem teve acesso a uma educação melhor e mais bem estruturada. Na minha visão, o ensino superior deveria ser um direito de todos, afinal todos pagamos impostos, uns mais, outros menos, mas todos pagamos. Mas isso da própria escola escolher para onde o aluno vai, eu acho muito "brincar de Deus" pro meu gosto. No mais, adorei o post. Tema perfeito! Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. somos licenciadas, ôh sina rs, concordo c vc q a Educacao é um direito de todos e tem que ter qualidade, os impostos estao aí p garantir isso, mas a realidade é outra e dai a César o que é de César se os alunos tem bom rendimento que colha os frutos, agora se nao tem, mas trabalhar p melhorar isso e nao excluir, abs:)

      Excluir
  2. Eu nao sou pedagoga nem psicologa... só que, coloquemo-nos no lugar do aluno, e se a pobre criança tinha um sonho de frequentar a escola bam-bam-bam Gymnasium mas o QI dela nao foi suficiente, pôxa, q trauma hein ?!
    Quantos aqui no Brasil tentam várias e vária vezes o vestibular até passar numa universidade dos seus sonhos (Medicina, Direito, sei lá mais o q).
    Por outro lado, se vem dando certo essa fórmula, não podemos descartar, só acho q deveria haver maior flexibilidade.
    Não é uma crítica, só uma reflexão ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa reflexao, vc disse tudo incluir, incentivar, trabalhar mais o conteúdo e melhorar o rendimento do aluno e nao excluir, seja da escola... da vida :)

      Excluir
  3. Barb!
    acho esse sistema daqui um pouco estranho... mas parece que não é tão duro, por exemplo se você realmente quer que o filho continue estudando, você pode correr com pedido, etc...
    me falaram isso... não sei como isso fucnicona diretio. Por enqunto a Valentina esta no Kindergarden... espero que d6e tudo certo pra ela... rsr
    beijinhos

    ResponderExcluir