quinta-feira, 19 de abril de 2012

a PRATA da casa

Gente eu ganhei talheres de prata, é isso mesmo PRATA.

É lindo...éhhh, fino, elegante, mas dá trabalho, na verdade ganhei só uma parte da sogrona, tem mais.

Falando a real, de primeira nao gostei, pq eles escurecem e assim eles estavam, tá limpamos, polimos, ficou bom, mas precisamos fazer mais uma vez pra ficar perfeito e ainda tem a manutencao senao volta a escurecer.

É incrível como o passado é entranhado nas pessoas, na família do meu maridón, era assim com seu pai e toda família paterna. Ele adorava antiguidades, comprava, colecionava, coisa muito comum entre muitos alemaes. Nao tem como, esse país é assim cheio de História, mas tb tem modernidade e como tem...

Eu acho interessante e olha que me graduei em História, mas convivemos com o antigo e o moderno, e eu sou assim valorizo o passado, mas também gosto das facilidades da modernidade, quem nao gosta, vá lavar a roupa no tanque, passar a roupa com ferro a carvao, cozinhar a lenha, etc., etc., etc., mas faca isso todos os dias por favor tá.


 Dou valor - dou sim, mas nao sou arqueóloga, História e Arqueologia sao interligadas eu sei, mas hj a Ciência  na área de Humanas tb utiliza tecnologia para preservar o passado...

(E eu venho de um país bem novo Brasilis, onde a memória se perdeu, se perde infelizmente...)

Sei que tem um valor monetário tb claro, a marca entao, ui, ui, ui, vi uns sites e dá um dinheirinho bom, posso vender um dia, mas nao estou pensando nisso agora, só se der uma zebra muito grande, um aperto daqueles sem tamanho, mas tem um valor muito maior SENTIMENTAL e eu sinto isso no maridón. e olha que o gato é novo, louro, olhos claros...


Disse pro maridón acho lindo, mas sou prática, nasci no século XX e nao na Idade Média, nao vou gastar tempo, tempo é dinheiro e nao sou nobre, sou plebéia, nao temos amigos da realeza e nao vou gastar meu tempo limpando e polindo toda vez que receber meus convidados plebeus como eu rs.

Entao vou revezar, pra nao magoar e preservando o lado antigo e meu lado tb, pq fiquei pensando historicamente (pirando),  os usarei quando der, mas usarei muito mais os comuns :)

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Páscoa e +

Minha Páscoa foi uóh.

Nao quero dizer que foi ruim.

Só foi normal.
Nao fiz nenhuma decoracao.
Na verdade nao sou muito disso.
Ainda bem que na Alemanha.
O apelo consumista da Páscoa é pequeno.
Gosto da Páscoa por aqui.
Da simplicidade.
Fica até mais sofisticado.

Minha cabeca tá muito cheia.
Muitas coisas pra pensar e resolver.
Novos desafios.
Respostas.

Mas pra nao passar em branco.
Ganhamos ovos decorados.
E jantar no restaurante da/com sogra.
Minha sogra é uma mae.


E o Blog.
Tá aqui.
Assim meio largado...

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Feijoada

De frutos do mar...Achei essa receita interessante e diferente ainda mais p essa época...
Ingredientes
400 g de feijão branco
Água
2 dentes de alho
1 ½ cebola pequena
40 ml de azeite
60 g de tomate pelado
2 tabletes de caldo de peixe
1 kg de tentáculos de polvo
20 ml de óleo de soja
70 gramas de camarão médio
300 g de mexilhão
 70 g de lula

 Modo de preparo
Numa panela de pressão coloque o feijão e cubra com água (3 cm acima). Tampe a panela e leve ao fogo médio. Espere começar a chiar e cozinhe por mais 10 minutos ou até o grão ficar macio. Escorra e reserve.
Para preparar a base, amasse um dente de alho e pique meia cebola pequena. Numa panela, aqueça 10 ml de azeite e, em seguida, junte o alho. Deixe dourar e acrescente a cebola, o tomate e os tabletes de caldo de peixe. Refogue bem. Junte meio litro de água e cem gramas do feijão cozido e deixe cozinhar por dez minutos. Bata tudo no liquidificador e reserve.
Coloque os tentáculos de polvo numa panela de pressão, cubra com água, junte 20 ml de óleo e a cebola pequena. Leve ao fogo médio e cozinhe por 10 minutos contados após começar a chiar (ou até ficar macio). Escorra, corte-os em pedaços de 6 cm e reserve. Coloque os mexilhões em uma panela, tampe-a e leve ao fogo, sem água, até abrirem as cascas. Retire as cascas e reserve. Corte a lula em anéis de 1 cm de largura e tempere-os com sal e pimenta a gosto. Frite-os numa frigideira com 10 ml de azeite e reserve. Faça o mesmo com os camarões, após descascados.
Em uma panela grande, coloque 10 ml de azeite. Acrescente um alho picado e deixe dourar o restante do feijão cozido e deixe ferver por cinco minutos. Sem desligar o fogo, incorpore o polvo, os mexilhões, o caldo de peixe e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Em seguida, junte o camarão e a lula. Deixe mais 2 minutos. Desligue o fogo, jogue o coentro e mais 10 ml de azeite.